monitores de estúdio flats

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

26032008

Mensagem 

default monitores de estúdio flats




ouvi dizer que os monitores de estúdio precisam ser "flats"

tenho um da LG Flatron - é bom pra isso?
aqui embaixo diz StudioWorks - tem a ver?


r:

não tem não.
monitores de estúdio são as caixas de som de alta definição
são usadas como uma "lente de aumento" para sabermos como está indo nossa música

não tem nada a ver com monitores de computador

Uuk
Admin

Número de Mensagens : 1433
uma verdade: : a que está la fora
uma música boa: : the look
uma música ruim: : créu
- :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking

monitores de estúdio flats :: Comentários

Mensagem em Qui Ago 21, 2008 5:24 pm por Magu

uma boa pergunta! Que monitores com preços acessíveis você indicaria?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sex Ago 22, 2008 12:21 am por kitty

Olá Magu

com certeza os HS80M da Yamaha têm a melhor relação custo/benefício

se você puder pegar um par desses, com monitores você não precisa mais se preocupar Smile

estão na faixa dos R$ 2.000

muuito melhores que os da Samsom - que estão 1.500 - por exemplo

existem mais baratos, porém com falantes menores - o que significa menos resposta nos graves.

nessa linha dos mais em conta estão os da behringer, alguns da m-audio, alesis, jbl etc

em todo caso você precisa ouvir os monitores pra escolher, não tem jeito!

tudo depende também de quanto você pode gastar

mas monitores estão barateando bastante de uns anos pra cá e temos mais opções hoje em dia também

dê preferência para monitores ativos, assim você elimina a necessidade de uma potência auxiliar

Se grana não for o problema, as marcas tops são Genelec, Mackie, KRK, Tannoy, Dynaudio

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Qua Nov 19, 2008 5:40 pm por Magu

Valeu mesmo. Escelente toque. esclareceu tudo.

abraço!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sex Jan 30, 2009 10:49 am por allneri

Qual critério devemos usar para definir o que é um bom monitor? Ouvir dizer apenas? Resposta de frequência indicada pelo fabricante? Curva de ganho para cada frequência?

Como alguém sem experiência pode dizer que o som daquela caixa é bom ou ruim? Porque na verdade um monitor nem sempre serve para dizer se o som está bom, e sim para deixar claro o que aquele som é!

Por mais que possamos afirmar que um som nos agrada ou não, é difícil julgar o monitor adequado sem ter algum parâmetro mais específico.

Eu li esse artigo na soundonsound (se não conseguir acessar, faça o cadastro que essa reportagem é liberada, e quase todas as outras de oito meses para trás):

http://www.soundonsound.com/sos/jun02/articles/monitors.asp
http://www.soundonsound.com/sos/Jul02/articles/monitors2.asp

Mesmo que você não saiba inglês, dá para ver e salvar os gráficos. O cara compara 2 monitores específicos versus 2 caixas acústicas de alta fidelidade (geralmente as caixas acústicas HIFI são mais baratas) de tamanhos semelhantes, com base em alguns critérios eminentemente técnicos.

A conclusão dele, como não podia deixar de ser, é vaga, mas ele indica o monitor Dynaudio BM5 e em seguida a caixa HIFI B&W303 como as melhores opções.
A curva de frequência seria um bom parâmetro para decidir?

E quanto ao famoso NS10M da yamaha? BoB Katz (Mastering Audio: The art and the science) mete o pau nele (como mete em todos os near-field monitors). Vejam a comparação do NS10M em relação à sua atualização, o HS50M em
http://www.moozek.com/2008/01/09/super-review-yamaha-hs50m-the-new-ns-10m/
Eu não achei a curva do HS80M, se alguém achar, ótimo, manda o link.

Mas e aí, julgando apenas pela curva, parece que os melhores são mesmo o que o cara da sound on sound escolheu.
Ou teria outro critério?
E o que dizer desse equipamento da edifier? Achei ele comparativamente bem barato.
http://www.edifier98.com.ar/modelos/r1900t2-06.html

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sex Jan 30, 2009 7:13 pm por chucknorris

Qual critério devemos usar para definir o que é um bom monitor?

essa é fácil: fidelidade - esse é o critério. O melhor monitor é o que consegue reproduzir o som gravado sem colorações, sem alterar as frequencias originais.

Idealiza-se o monitor totalmente FLAT - ou seja - um monitor cujo gráfico de resposta de freqüencias fosse totalmente plano/achatado (por isso o termo FLAT).

Mas o que quer dizer ter um gráfico flat? Em termos práticos quer dizer que todas as frequencias de 20hz a 20khz seriam reproduzidas com a mesma intensidade sonora. Seria um monitor totalmente equilibrado.

Na prática, não existe nenhum monitor totalmente FLAT e é bobagem comprar apenas olhando os gráficos - que são importantes sim, mas o são seus OUVIDOS que devem dar o veredito final.

Como alguém sem experiência pode dizer que o som daquela caixa é bom ou ruim?

Realmente é difícil. Ouvir é uma coisa que se aprende e se aperfeiçoa com o tempo. Quem não tem um 'ouvido treinado', digamos, com certeza terá dificuldades para julgar o som de um monitor!

por exemplo, a maioria das pessoas não tem a preocupação de ouvir um som FLAT, muitos usam os botões SUPER BASS ou algo do tipo ligados, com um equalizador ROCK/POP/TECHNO e sabe se lá o que mais - tudo isso colore e altera as características originais do som e pode até agradar mais ao ouvinte - que quer um pouco mais de grave, um pouco mais de brilho etc.

É totalmente compreensível mas a coisa muda totalmente de figura quando se fala de monitoes. Um bom monitor precisa ser cruel. Se o som está ruim, ele deve mostrar isso e não tentar embelezar, quando monitoramos, queremos a verdade nua e crua. Queremos ver a foto sem photoshop, com as espinhas, rugas e celulites - para aí então tratarmos com precisão os problemas reais.

As frequencias mais difíceis de se tratar sem possuir bons monitores e sem tratamento acústico com certeza são as graves. Se a sala onde você mixa não tem tratamento acústico algum, com certeza o som que você ouve está sendo embassado pelos graves - que rebatem pela sala toda e criam ondas estacionárias, criando pontos em que os graves são muito mais altos - principalmente nos cantos, nos angulos de 90º formados pelas paredes e nas quinas de teto/paredes.

As frequencias mais altas também podem apresentar problemas - porém são mais fáceis de resolver do que as graves. Tudo que for paralelo na sala vai rebater o som como 2 espelhos um de frente pro outro rebatem a luz. E isso vai atrapalhar seu julgamento. Talvez você corte muito os graves para compensar o excesso causado pela sala, entende? E assim fica impossível mixar com precisão, já que o som que você ouve não vem apenas das caixas, mas também das paredes, do teto, dos cantos etc.

Então, monitores resolvem 40% do problema. O tratamento acústico da sala onde você mixa é tão ou mais importante que os monitores.

Se você está pensando em comprar monitores você precisa ouvi-los. Nâo tem jeito. Decida quanto você quer gastar, pesquise os modelos que existem nessa faixa de preço e vá fazer um tour pelas lojas.

Para testar, leve CDs que você conhece bem, se possível leve algumas gravações suas, enfim coisas que você esteja bem familiarizado e conhece a sonoridade.

O ideal seria testar os monitores numa sala com tratamento acústico - mas são poucas as lojas que oferecem um lugar assim para testar monitores.

Eu já vi vendedor botando em cima do balcão, ligando uma caixa só pro cara ter que avaliar o monitor enquanto neguinho tocava Smoke on The Water pra testar uma guitarrra, o outro batucava um sambinha na parte das baterias etc.

Bom, pra concluir: a escolha do monitor é pessoal. E se você tem uma grana pra gastar, considere um tratamento acústico - os resultados são impressionantes, mesmo sem mudar os monitores você notará uma diferença considerável na nitidez do som, pois você estará ouvindo apenas o som que sai das caixas, sem as reflexões e as interferências geradas por elas - o que vai melhorar suas mixagens, o jeito como você ouve o som, sua percepção de acústica e o que é melhor, seu prazer na hora de ouvir!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sab Jan 31, 2009 10:56 am por allneri

É um temazinho espinhoso! Acabei comprando com base no gráfico mesmo (e no custo comparativo!), e peguei esse Edifier, pelo que pude estudar minha sala não tem como ter um tratamento acústico adequado, é muito pequena, mas o comentário foi legal!
E o teste no local da compra foi igualzinho ao que você descreveu! KKK. Só que foi numa loja de micro, tocando som ambiente ao fundo! Rolando Pearl Jam e Vanessa da Mata, o cara botou as caixas em cima do balcão e eu me esforçando para escutar o que conheço bem, Maiden, Rush e Pink Floyd! E eu tentando me posicionar no triângulo equilátero para tentar perceber alguma nuance da caixa! Você pegou bem o espírito das lojas!
Num futuro próximo (oxalá Deus ajude!) eu consigo preparar um mini-estudio e compro coisa melhor. Até lá, quem sabe eu aprenda a diferenciar direito um equipamento do outro?
Mas percebi com clareza que essa caixa HIFI é bem melhor que minha caixinha 2.1 da clone que tinhas uns buracos perto de 500Hz e um ganho miserável a partir de 8kHz, e a percepção espacial em relação a um fone de ouvido é incrivelmente superior!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem em Sab Jan 31, 2009 6:22 pm por jofre

pelo que pude estudar minha sala não tem como ter um tratamento acústico adequado, é muito pequena

sempre é possível melhorar. tratamento acústico não é algo que ocupa tanto espaço e pra cada caso existe até mais de uma solução. Sempre é possível atenuar superfícies paralelas nos tetos e paredes - áreas em que normalmente as superfícies são lisas, você pode usar placas presas no teto.

e os cantos? estão ocupados? costumam ser as partes mais críticas

todo upgrade já ajuda! parabéns pela compra e boa mixagem!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Mensagem Hoje à(s) 5:29 am por Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum